quarta-feira, julho 21, 2010

Enjoos, dumpings e teimosias

Taí um assunto que sempre tive curiosidade e um certo medo.
Antes de operar rolava um tico de desconfiança sobre o dumping e todo o exagero que algumas pessoas me contavam, depois de operada entendi a maioria desses exageros.

De fato, acho que nunca tive um verdadeiro dumping, daqueles de me deixar pra baixo, mal mesmo, colocando os bofes pra fora e com aquela sensação descrita como "quase morte", já tive alguns enjoos, muitas dores e preocupaçoes, mas não passou muito disso.

No inicio da dieta sólida eu sentia como se comesse pedra, cascalhos e eu estou falando de purês, coisinhas bem picadinhas e quase líquidas.

Posso dizer com toda segurança que até o quarto mês eu só comia por que precisava, porque prazer eu nao sentia nenhuma e fome de verdade eu só consegui sentir também depois do quarto mês.

Muitos alimentos ainda me deixam meio lenta, enjoada, mas a cada semana minha tolerância com a alimentaçao aumenta, tanto em quantidade quanto variedade. Ainda como muito pouco, as pessoas dizem que eu só experimento. Na verdade eu como pouco porque nao dou conta mesmo, minha ansiedade pede por mais comida, mas não cabe. As vezes que forcei a comilança fiquei meio lenta e enjooada.

Teve uma vez que estava em uma festa junina comendo churrasquinho e em um dos pedaços eu simplesmente comi como uma pessoa "normal", ou seja mastiguei pouco e engoli. Na mesma hora que engoli me desesperei e falei para meu amigo, é hoje que eu morro.... passou 5 min e nada de dor, 7 minutos e nada de dor... 10min e eu achei que iria morrer, uma dor horrivel, eu fiquei muito lenda, muito mal, a boca salivando de tanta dor no estomago. Realmente uma sensaçao horrivel que durou 2min. Depois da cirurgia essa foi a pior coisa que me aconteceu e por total falta de mastigaçao, não foi dumping.

Taí uma coisa que se aprende a fazer no pós-operatório: mastigar. Senão mastigar... dói.

Hoje poucos alimentos me deixam mal, consigo comer de tudo em quantidade pequena, outro dia arrisquei tomar sorvete e deu tudo certo, escolhi um sorvete especial, com menos gordura, porém muito mais açucar... deu tudo certo.

Ainda fico muito enjooada com arroz e pão francês...
Estou deveras viciada em chocolate e pipoca.
O alimento que menos me dá problema é bife de carne vermelha... por incrivel que pareça.
Carne moída eu como, mas ainda dói um pouco, vai entender...

Um comentário:

claudia disse...

Também não tenho nada, não sinto nada. Sei que emagreci poruqe é fato, mas custo a creditar que meu estômago ainda não é mais auqele, de avestruz. Beijinho