quarta-feira, abril 28, 2010

A mudança alheia

Perder praticamente 30kg muda nossa personalidade, atitudes, visões, comportamentos?
Quem sou eu para responder?
Ok, sou uma pessoa que pedeu 30kg em 4 meses e meio.
Um choque.
Um pequeno grande susto e uma colherada grande de curiosidade é visível no olhar das pessoas.

E se eu disser que minhas perspectivas de vida, meus traumas, minhas intolerâncias, meus problemas pessoais ou impessoais continuam os mesmos, vc acreditaria?

Se eu disse que visualmente eu ainda não concebi essa mudança?

Não quero me contradizer com um post que disse que não acreditava em pessoas que negavam a mudança após a cirurgia, mas me sinto confusa.
Será que mudei por conta disso ou por outros motivos?

Será que mudei porque as pessoas mudaram comigo após esses 30kg?

Fico mesmo confusa….
A coisa é tão veloz que não me culpo por me contradizer e depois dizer e contradizer num infinito.

Não consigo me ver ainda.
Ainda não tenho essas verdades construídas na minha mente, um dia quero amadurecer tudo que estou vivendo.

Hoje aconteceu um fato estranho, e por isso veio mais uma dessas devastações sobre a cirurgia.
Observo o comportamento das pessoas de uma forma muito particular, me sinto bem perspicaz, sinto, percebo e acho que por isso me acho tão sensível e geralmente nada me surpreende porque já espero um comportamento com data e hora marcada.

A mudança alheia... como é visível.
Como os olhares deles mudam...
Como sorriem pra gente, como olham de relance...
E os cochichos, ou aquela olhada por cima dos olhos...
Quem é essa menina?
O que ela fez?
O que aconteceu?
Doente?
Operou?
Criou vergonha na cara?
Remédios?

A curiosidade, a inveja, a surpresa, o desejo...
De algumas pessoas eu vejo admiração e vontade de mudar, de outras vejo repúdio...
E ainda de outras uma verdade "ela só conseguiu porque operou"

E quem são essas pessoas pra julgar?
E quem não são?

Não me incomoda, apenas estou vivendo tudo com um grande copo de mate com limão.

Hoje me assustei, me chamaram num corredor imenso, segurando uma CPU e com passos largos apressados só para pegar na minha mão e me dar tchau com um sorriso malicioso...
Nunca fui de viver essas coisas.
Ainda mais por pessoas que sempre me ignoraram.
Ou sera que eu ignorava?
Confusa...

2 comentários:

claudia disse...

Também não me vejo magra. Magra não, normal. Parece loucura, mas ontem na terapia a psico falou que é normal. A cabeça não acompanha o corpo. Ainda!!!! Olhares maliciosos? T´apodendo, garota. Um novo mundo que se abre... tô adorando! Beijinho

Fabiola Neves disse...

Confusão mental. A gente passa por isso a toda hora.
Eu só me vejo magra nas fotos.
Antes, eu não me via gorda, hj.. não me vejo magra.
Loucura??? Nâo... coisas de borboleta!!!
Força na peruca e vamo que vamo!
Beijinhos